30 Dias de Noite

Uma noite eterna.
E uma infinita quantidade de carne e sangue.
Está sendo como deveria ser: Os humanos como frascos, esperando que alguém retire-lhes a tampa.
30 Dias de Noite




Tema Macabro



Imagine viver em um lugar onde, uma vez por ano, o sol nunca se põe durante 30 dias. Imagine essa mesma cidade, onde uma vez por ano, o sol nunca nasce por 30 dias e vive em total escuridão durante um mês. Imagine essa cidade sendo no meio do gélido Alaska. Só isso já seria motivo suficiente para ser um local triste, desolador – e apavorante. Agora adicione Vampiros sanguinários e nem um pouco simpáticos para com os humanos, e temos o tema do post de hoje.

30 Dias de Noite é uma HQ publicada nos EUA originalmente pela IDW Publishing em 2002 (e lançada aqui no Brasil em 2007 pela Devir), escrita por Steve Niles e desenhada por Ben Templesmith e cuja história se passa, em sua grande maioria, na cidade de Barrow, Alaska, onde uma vez por ano o sol não nasce durante um mês. Mas o que para os habitantes dessa pequena cidadezinha é uma ocorrência natural acabará por se tornar seus maiores pesadelos quando uma horda de vampiros decide aproveitar o tempo sem a luz do sol para poderem se alimentar de toda a cidade. Caberá aos habitantes, liderados pelo xerife da cidade e sua esposa tentarem sobreviver até o sol nascer novamente.

A HQ traz uma nova roupagem aos vampiros de verdade numa história que consegue ser criativa e interessante apesar dos clichês e problemas na história. Tanto é que deu origem, em 2007 à uma adaptação cinematográfica produzida por ninguém menos que Sam Raimi (Arraste-me Para o Inferno, a trilogia Evil Dead, franquia Homem Aranha), e estrelando Josh Hartnett e Melissa George. O filme tem algumas diferenças bem irrelevantes e outras bastante significativas em relação à HQ, mas consegue, na humilde opinião deste que voz fala, ser a primeira adaptação de uma HQ que é melhor que a obra original que eu tenha visto, claro). Mas, como o post não é exatamente um review, não vou entrar no mérito da questão. Mesmo assim, tanto a HQ quanto o filme são altamente recomendáveis para os fãs do gênero e foram distribuídos no Brasil, então não perca tempo e, no mínimo alugue o DVD. Se gostar, você pode considerar comprar a HQ.



Curiosidades:
- Barrow, Alaska, realmente existe, mas não é verdade que ela passa 30 dias do ano sem o sol nascer ou se por. Quer dizer, o fenômeno realmente acontece, mas não na cidade de Barrow;
- O filme cortou toda a parte da HQ que se passa fora da cidade de Barrow. Há uma narrativa paralela que discorre sobre a existência de caçadores de vampiros modernos, agora se utilizando da alta tecnologia do presente, mas esse subplot não está no filme (pelo menos não na sua versão final). E, sinceramente, só fez o filme melhor.
- A HQ possui uma sequência, Dark Days, que mostra a personagem principal após os eventos da história anterior, e também está programada uma adaptação cinematográfica desta obra.


Na Próxima Madrugada:
Há algo estranho na vizinhança, quem você irá chamar? A Patrulha Monstro!

Nome do Autor

Rafael Rodrigues

Filósofo, redator publicitário, promotor da ciência, roteirista de quadrinhos, professor de informática e pseudoblogueiro. Um homem que gosta de coisas simples, como Quadrinhos, Cinema e Ciência. Sabe, coisas normais.

Leia Mais sobre Rafael Rodrigues...
Related Posts with Thumbnails
blog comments powered by Disqus