Criaturas Inexplicáveis

John Klein: Com o que você se parece?
Mothman: Depende de quem está olhando.
A Última profecia




Tema Macabro



Continuando nossa série sobre o sobrenatural no mundo real, chegamos à um dos assuntos mais interessantes dessa área: A Criptozoologia.

Esqueçam fantasmas, poltergeists e outras aparições etéreas. A Criptozoologia se dedica ao estudo de animais desconhecidos, supostamente extintos ou considerados mitos. Diferente dos caçadores de fantasmas, por exemplo, os criptozoológos buscam animais físicos que possam estar por aí em algum lugar e sejam desconhecidos pela ciência. Embora não exista uma hipótese comum para a origem dessas criaturas, a grande maioria dos criptozoólogos acreditam que se tratam de animais pré-históricos que sobreviveram aos milênios ou espécies ainda não catalogadas. Essas criaturas supostamente desconhecidas são sugeridas inclusive como explicações de certas lendas presentes em povos antigos e indígenas.




É fato que a ciência não conhece todas as espécies animais existentes no mundo. Dentre os insetos, existem provavelmente mais espécies desconhecidas do que conhecidas e, embora atualmente isso pareça difícil de acreditar, ainda existem áreas intocadas pelo homem, que provavelmente contam com sua própria flora e fauna. Mas isso não significa admitir que as criaturas estudadas pela criptozoologia possam mesmo existir.

Ao contrário do que muitos podem pensar, os criptozoólogos não saem atrás de qualquer avistamento estranho de alguma criatura e, na maioria dos casos, os criptozoólogos correm atrás de criaturas “pré-catalogadas”, ou seja, criaturas com características em comum cujos avistamentos possuem mais solidez de testemunhas. Existe uma lista enorme de animais estudados pela criptozoologia, alguns foram realmente descobertos, outros são ignorados e o consenso geral é de que não existem, e outros são procurados pelos especialistas na área até hoje.



Eis algumas das criaturas mais famosas estudadas pelos criptozoólogos:

Pé-Grande (Origem do mito: EUA)
Também conhecido como Yeti e Sasquatch, é uma criatura com cerca de 2 metros de altura, semelhante à um gorila, mas que guarda também características semelhantes aos de um ser humano, as lendas em torno do pé-grande surgiram provavelmente dos nativos americanos, que possuíam diversas lendas e histórias de avistamentos de um “homem selvagem” cuja descrição é bastante semelhante ao pé grande. A criatura começou a ficar famosa no mundo civilizado a partir de 58, quando supostas pegadas foram encontradas na Califórnia, e desde então têm capturado a imaginação das pessoas e especialmente daqueles dispostos a encontrar essas criaturas. As teorias para o que seria o Pé-grande são variadas, e vão desde fraudes e mal-entendidos à uma espécie de gorila ainda desconhecida, passando inclusive por teorias relacionadas à UFOS e paranormal. Hoje sabe-se que as famosas pegadas encontradas na Califórnia em 58 foram fraudadas pelo homem que as havia “descoberto”, mas apesar disso, os criptozoólogos ainda não estão convencidos de que a criatura não exista. Enquanto isso, fotos e vídeos de aparições do Pé-grande se espalham pela internet:





Monstro do Lago Ness (Origem do Mito: Escócia)
A criatura da criptozoologia mais famosa junto com o Pé-grande é, sem dúvida, o Monstro do Lago Ness. Diz-se ser uma criatura marinha que vive no Lago Ness, nas Terras Altas escocesas, e que de vez em quando aparece para curiosos e desavisados. Os primeiros avistamentos do monstro datam dos anos 30, época que passou por uma “febre” do monstro, onde diversos avistamentos foram relatados e que culminou numa foto publicada no jornal do suposto monstro. “Nessie”, como é carinhosamente chamada atualmente, não é o único monstro marinho avistado no mundo; em outras partes do globo também houveram, ao longo das décadas relatos de monstros semelhantes em outros lagos. Até hoje nunca se provou a existência do monstro, embora vídeos e fotos tenham sido tiradas aos monstro desde que a moda iniciou. Atualmente também sabe-se que a primeira foto tirada do monstro foi forjada, e o que aparece na foto é, na verdade, um brinquedo. E, uma informação vinda diretamente de um casal de amigos meus que mora lá já faz alguns anos: O lago congela no inverno. A menos que o lago possua um canal até o oceano, seria impossível uma criatura sobreviver ali. Além do mais, não há alimento suficiente para um monstro grande como ele é descrito. Ainda assim, a busca pelo Monstro do Lago Ness continua:





Homem Mariposa (Mothman – Origem do mito: EUA)
Talvez a mais estranha – mas ao mesmo tempo mais impressionante – criatura buscada pela criptozoologia é, sem dúvida o Mothman, não só pela aparente inverossimilhança da criatura, mas por ser um dos únicos objetos de estudo da Criptozoologia que não é ridicularizado pela ciência, embora ignorado. Apesar de alguns livros relatarem avistamentos anteriores e em outros lugares dos EUA, o que deu fama ao Homem Mariposa foi a cidade americana de Point Pleasant, que presenciou uma série de inúmeros avistamentos antes de um desastre que matou dezenas de pessoas, e que até hoje é atribuída – direta ou indiretamente – à criatura.
Durante os anos de 1966 e 1967, Point Pleasant se viu com um habitante inesperado – e estranho. Pessoas das mais diversas idades e em situações compeltamente distintas passaram a ver, com freqüência o que descreveram como uma criatura enorme, de cerca de 3 metros de altura, com olhos vermelhos aterradores e asas enormes que pareciam de uma mariposa. O mais impressionante de tudo é que as descrições dos avistamentos batiam, e eram relatados por pessoas de alta índole na comunidade, o fez com que até as autoridades da cidade descartassem tratar-se de uma fraude (além do alto número de pessoas que relatavam ter visto a criatura). Essa série de avistamentos foi aumentando cada vez mais até que algo ocorreu: a ponte que ligava Point Pleasant à outra cidade desabou em meio à hora do rush, matando mais de 40 pessoas. Coincidência ou não, imediatamente após esse desastre terrível, os relatos de avistamentos do Homem Mariposa cessaram. Até hoje não se tem uma resposta definitiva sobre como a ponte caiu. Sabe-se que uma peça-chave da estrutura se deslocou, mas é improvável que tenha sido pela idade da peça, ou pelas condições atmosféricas. Também não há motivos para acreditar que tenha sido sabotagem. Alguns atribuem o desastre à criatura, mas a maioria dos que acreditam que o Homem Mariposa seja real (praticamente toda a população de Point Pleasant) também acreditam que suas aparições visavam alertar a comunidade do perigo iminente. Obviamente, estas questões estão sem resposta até hoje. Existem outros relatos ao redor do mundo também atribuídas ao Mothman (ou à outros da sua "espécie"?) , mas nenhum é tão interessante quanto os avistamentos em Point Pleasant, tanto em número quanto em estranheza. Existem desde relatos de que a criatura perseguiu carros e caminhões até um telefonema para a polícia durante a madrugada de um homem alegando que havia uma criatura (cuja descrição que ele deu era a mesma do Mothman) sentada em cima do seu telhado.





Para quem quiser conhecer mais sobre a história do Homem Mariposa (e souber inglês – desculpem, não consegui encontrar nada em português):



Curiosidades:
Existe um filme baseado no desastre em Point Pleasant e no Mothman: The Mothman Profecies (no Brasil, a Última profecia), com Richard Gere e Laura Linney. Recomendável.
A criatura foi batizada de “Mothman” (homem mariposa) devido à semelhança das descrições com um vilão do Batman, o Mariposa Assassina.


É muito provável que a ciência ainda encontrará muito animais desconhecidos e espécies novas, mas mesmo que não encontrem Pés-grandes, homens mariposas ou Monstros marinhos, essas criaturas continuarão existindo enquanto existir pessoas dispostas a acreditar no inacreditável. E enquanto estiverem dispostas a bater de frente com os céticos.




Na Próxima Madrugada:
Fechamos a série de matérias sobre o sobrenatural no mundo real com o assunto misterioso mais assustador da atualidade: A verdade está lá fora?

Nome do Autor

Rafael Rodrigues

Filósofo, redator publicitário, promotor da ciência, roteirista de quadrinhos, professor de informática e pseudoblogueiro. Um homem que gosta de coisas simples, como Quadrinhos, Cinema e Ciência. Sabe, coisas normais.

Leia Mais sobre Rafael Rodrigues...
Related Posts with Thumbnails
blog comments powered by Disqus