Eram os Deuses Astronautas?

“Os deuses do nebuloso passado deixaram inumeráveis pistas que só hoje podemos decifrar e interpretar, pela primeira vez, porque o problema das viagens interplanetárias, tão característico de nossa época, já não era problema, mas realidade rotineira, para homens que viveram há milhares de anos. Pois eu afirmo que nossos antepassados receberam visitas do espaço sideral na mais recuada Antiguidade embora não me seja ainda possível determinar a identidade dessas inteligências extraterrenas, ou o ponto exato de sua origem no Universo. Não obstante, proclamo que aqueles "estranhos" aniquilaram parte da humanidade existente na época e produziram um novo senão o primeiro Homo sapiens.”
Erich Von Daniken





Tema Macabro



Leitores assíduos do Madrugada Macabra (e especialmente os que acompanham a coluna há mais tempo) já perceberam que algumas vezes falo sobre assuntos que não tem necessariamente a ver com terror mas, que por motivos diversos, acabam sendo pertinentes ao gênero. Este é o caso do tema de hoje que, apesar de atualmente eu descartar como hipótese científica, foi um dos responsáveis pelo grande apreço que hoje tenho para com arqueologia, história, e principalmente civilizações antigas: A teoria dos “Deuses astronautas” (hoje também chamada de teoria dos Antigos astronautas).

Para quem não conhece a teoria (que na verdade é mais uma hipótese, mas estas terminologias não vêm ao caso agora), aí vai um resumo: Todos nós estamos familiarizados com as diversas mitologias e religiões ao redor do mundo. Alguns mais, outros menos, mas praticamente todo mundo conhece os deuses gregos, romanos, egípcios e qualquer ocidental está familiarizado em algum nível com as histórias da Bíblia. Teólogos, Mitólogos e psicólogos possuem um consenso sobre a veracidade dessas histórias, estabelecendo que se tratam de alegorias para os mais diversos temas, bem como “cautionary tales” e formas de discutir a moralidade em certas culturas (um pouco mais sobre isso você pode conferir no podcast Uarévaa sobre Mitologia – Parte 1 e Parte 2).

Mas e se estas histórias não fossem fictícias, e sim retratos de incidentes reais que ocorreram em um passado remoto? E se de fato os egípcios, quando se referiam aos seus deuses, estavam falando de seres físicos, que realmente vieram dos céus e interagiram com sua cultura, ensinando-lhes a escrita e sua tecnologia? Esta é a base da teoria dos Deuses astronautas: A de que todas (ou pelo menos a maior parte) das mitologias e religiões foram criadas a partir da visão de nossos ancestrais sobre encontros com “astronautas” vindos de outros planetas e cuja tecnologia e técnicas altamente avançadas da época foram confundidas pelos eles como magia, sinais divinos, aparições de anjos, demônios e até deus em pessoa.

Existem evidências para isso? Bom, os apoiadores da teoria alegam que sim. Não vou me estender nesta questão, pois não é o foco deste post, mas apenas em nível de conhecimento, as principais evidências apontadas são pinturas e esculturas retratando seres que parecem astronautas com roupas espaciais, além de objetos que parecem tecnológicos como lâmpadas e baterias, e construções que – alegam – até hoje seriam difíceis de serem construídas com a tecnologia atual (então atribui-se a isso que estas civilizações foram auxiliadas com tecnologia vinda de seres extraterrestres).

Esta teoria se tornou popular a partir de 1968, quando o suíço Erich Von Daniken publicou o livro “Erinnerungen an die Zukunft” (“Memórias ao futuro”), que no Brasil foi traduzido como “Eram os Deuses Astronautas?”, em que o autor teoriza a possibilidade de nossos antepassados terem confundido a visita de extraterrestres com deuses. O livro chama a atenção (além do tema controverso) por ser recheado de fotos de sítios arqueológicos e objetos de culturas antigas (imagine o que isso fez à cabeça de um garoto de, na época, uns 10 anos, como eu) e acabou virando uma mania, tanto que foi transformado em documentário logo depois (com uma trilha tremendamente assustadora, e disponível, em português, no Youtube):


“Eram os Deuses Astronautas” ficou tão popular que esta teoria acabou sendo inspiração para diversas histórias de ficção, em histórias em quadrinhos (a história do vilão Apocalipse, da Marvel e a mitologia do Quarto Mundo criado por Jack Kirby para a DC são dois exemplos), cinema (o exemplo mais óbvio é a aventura sci-fi Stargate, que também se tornou série de TV, e Alien X Predador) e televisão (um dos cernes da mitologia da série Arquivo X é a teoria dos antigos astronautas). Também podemos citar como exemplo mais recente o filme da Marvel Studios Thor, dirigido por Kenneth Branagh e baseado no personagem de quadrinhos da editora (Aliás, nos quadrinhos, os deuses nórdicos são uma raça alienígena que interagiu com o ser humano no passado). Mas o que pouca gente sabe é que a ideia de seres extraterrestres terem vindo até nosso planeta e interagido com as criaturas aqui existentes na época, e inclusive ajudando a moldar a nossa cultura, não é tão original assim. Pelo menos não na literatura.


Décadas antes, H.P. Lovecraft (sempre ele) já brincava com tais conceitos em suas histórias desde seu segundo conto publicado, Dagon, e foi explorado de forma muito mais aprofundada nas histórias relacionada aos “mitos do Cthulhu”, que detalham os “Antigos”, que são seres que estiveram no planeta Terra antes mesmo do surgimento da humanidade e influenciaram nossos ancestrais de diversas maneiras.

Não dá para saber se Erich Von Daniken de fato se “inspirou” em Lovecraft ou se foi totalmente uma coincidência; mas é importante perceber como a literatura e principalmente a literatura de terror já trabalhava com essas hipóteses bem antes de elas serem “levadas a sério”. Este post serve apenas para demostrar como alguns temas, por mais estranho que isso pareça, acabam se relacionando com o terror, de uma forma ou de outra.

A teoria dos Deuses astronautas foi revisitada mais recentemente, na série do History Channel “Anciente Aliens”, que apesar de dar sequência em grande parte às mesmas “evidências” de 40 anos atrás do livro de Daniken, figuram algumas perspectivas diferenciadas sobre o assunto.



Curiosidades:
- A ideia de que temos alguma relação com seres de outros planetas ou somos “filhos” de extraterrestres não é nova. Ela remonta à Grécia Antiga, mais especificamente aos filósofos pré-socráticos que já teorizavam sobre “sementes” cósmicas que caíram na terra e deu origem aos seres vivos (e que hoje é uma hipótese científica conhecida como panspermia, ou seja, a ideia de que a vida na verdade surge em alguma parte do universo e “caiu” aqui na Terra);
- Antes de Erich Von Daniken, antes mesmo de Lovecraft, Madame Helena Blavatsky (que mais tarde influenciaria profundamente o Espiritismo) deu sua contribuição ao assunto, tendo sido talvez a primeira pessoa a escrever sobre a influência de seres de outros planetas na terra e sua interação com o planeta e seus seres moldando nossa cultura, nossa história, e nossa evolução).
- O grande nome dos quadrinhos americanos, Jack Kirby, aparentemente era um fã deste tipo de assunto. Basta ver as influências desta ideia em diversas de suas criações (O Quarto Mundo, Os inumanos e até mesmo Thor têm esta influência. Aliás, é importante salientar que o Thor da Marvel foi criado em 1962, 6 anos antes do livro de Daniken).

Nome do Autor

Rafael Rodrigues

Filósofo, redator publicitário, promotor da ciência, roteirista de quadrinhos, professor de informática e pseudoblogueiro. Um homem que gosta de coisas simples, como Quadrinhos, Cinema e Ciência. Sabe, coisas normais.

Leia Mais sobre Rafael Rodrigues...
Related Posts with Thumbnails
blog comments powered by Disqus