Carnivàle

“No que se refere à vida, morrer é a parte fácil”





Tema Macabro




Existem temas que são universais, tanto no tempo quanto no espaço, que talvez nunca deixem de ser objeto de fascínio pelo ser humano, uma vez que estão intrinsecamente ligados aos seus mais profundos desejos, medos e aspirações. Entre tais temas, podemos citar a busca por pertencer a algum grupo, considerações sobre destino e sobre o seu lugar no mundo, a existência de um mundo além dos nossos sentidos, o fim do mundo e a eterna batalha do bem contra o mal. Isso apenas para citar alguns.

Estes temas – e mais alguns – estão presentes numa das séries mais inusitadas da HBO, Carnivàle. Junte isso a um pano de fundo que envolve o pior momento histórico dos EUA, e conteúdo bastante adulto (o que não é surpresa em uma produção da HBO) e temos uma das poucas séries realmente diferentes e originais das últimas décadas.

Carnivàle traça duas narrativas paralelas, que se passam durante o fenômeno chamado Dust Bowl no período da Grande Depressão americana (entre 1934 e 1935) e gradualmente vão se entrelaçando. Numa delas temos Ben Hawkings, um fugitivo da justiça que, após a morte da mãe, abandona sua fazenda para fazer parte de um grupo circense (na verdade, um Carnival, o que não é exatamente a mesma coisa, mas isso fica para as curiosidades) e acaba descobrindo que o grupo itinerante é cercado de misticismo, mistério e magia. E que ele compartilha desta magia com estranhas habilidades sobrenaturais. Numa trama paralela, conhecemos o Pastor Justin Crowe, que tem sonhos proféticos como Ben e começa a manifestar estranhos poderes, acreditando estar fazendo o trabalho de Deus.



Estas duas narrativas estão ligadas pela mitologia da série, que trata, basicamente, da eterna luta entre o bem e o mal, e nossa parte nesta batalha, posicionando o ser humano como uma raça que sempre tem representantes nos dois lados. Misturando mitologia/teologia cristã, com elementos do gnosticismo e francomaçônicos, particularmente relacionados aos cavaleiros templários, a série explora tais temas com conteúdo mais adulto, com forte apelo sexual e tabus como incesto, lesbianismo, entre outros.

Carnivàle durou duas temporadas de 12 episódios cada, com a grande contribuição de ser uma série com temas fortes, para o público adulto, trabalhando com os clássicos temas da humanidade de forma inusitada, interessante e trazendo personagens bizarros e uma história diferente, numa mistura maluca de drama, fantasia, mistério, horror e erotismo. Altamente recomendável para quem quer fugir do lugar-comum que se tornaram as séries americanas nos últimos anos, desaconselhável para quem torce o nariz para coisas muito diferentes daquilo que eles estão acostumados.

Curiosidades:
- Em Portugal, a série ficou sendo chamada de A Feira da Magia;
- O “Carnival” a que a série se refere é o “travelling carnival”, algo que, nos EUA se assemelha a um parque de diversões itinerante que conta com coisas como jogos de azar, máquinas de jogos, cartomantes, shows de mágica e freakshows;
- Dust Bowl se refere a um fenômeno climático de tempestade de areia que assolou os EUA na década de 30 e que durou 10 anos, contribuindo com a Grande Depressão americana, sendo um desastre econômico e ambiental que afetou boa parte dos EUA, em especial a agricultura e pecuária. Este fenômeno aconteceu por conta de anos de práticas de manejo do solo que o deixaram susceptível às forças do vento que provocaram seca induzida pelo alto nível de partículas de solo suspensas no ar. O solo, despojado de umidade, era levantado pelo vento em grandes nuvens de pó e areia tão espessas que escondiam o sol durante vários dias. Estes dias eram chamados de "brisas negras" ou "vento negro";
- Robert Knepper, que viveu o locutor de rádio Tommy Dolan em Carnivàle, foi também Samuel Sullivam, o líder de outro Carnival de pessoas com superpoderes na série Heroes (outra das ideias não tão originais assim na série);
- Para ajudar na divulgação da série online, a HBO contou com a parceria de outras empresas para criar diversos jogos online, baseados nas adivinhações das cartas de tarot e em um jogo interativo de Ouija, além de Fate: The Carnivàle Game, em colaboração com a Real Networks, um jogo para download disponível como versão trial e para venda.


Na próxima Madrugada:
Já que passamos do Dia dos Namorados, o Madrugada Macabra lembra a data com uma dica não tão romântica assim: Teeth.

Nome do Autor

Rafael Rodrigues

Filósofo, redator publicitário, promotor da ciência, roteirista de quadrinhos, professor de informática e pseudoblogueiro. Um homem que gosta de coisas simples, como Quadrinhos, Cinema e Ciência. Sabe, coisas normais.

Leia Mais sobre Rafael Rodrigues...
Related Posts with Thumbnails
blog comments powered by Disqus