Bruxaria – Na atualidade

“Bruxaria... é um caminho espiritual. Você busca pela nutrição da alma, para comungar com a força vital do universo, e através disso conhecer melhor sua própria vida.”
The Inner Temple of Witchcraft





Tema Macabro




O século XX viu um renascimento da Bruxaria, não só na ficção, mas também nas vidas de muitas pessoas. Não da bruxaria, mas de cultos mais flexíveis e/ou que são a união de várias outras culturas: são as chamadas religiões neopagãs. Num mundo cada vez mais multifacetado, onde não há mais lugar para verdades reveladas de forma obscura ou verdades absolutas, torna-se clara a necessidade de buscar respostas que fazem sentido. E o que faz mais sentido do que voltarmos para o lugar de onde viemos – a natureza?

Essa é a base da Wicca, religião neopagã de caráter dualista (ou duoteísta) que retoma os conceitos originais da bruxaria ao voltar-se para o culto à natureza, à fertilidade, e aos ciclos de vida. Durante minha pesquisa sobre o assunto, encontrei um vídeo em português bem explicativo que basicamente resume tudo o que eu ia falar aqui sobre o assunto (e ate mais), então acho que vale a pena conferir:



No entanto a Wicca, apesar de ser a mais popular, não é a única religião neopagã relacionada à bruxaria. Podemos citar também a Stregheria, que na verdade é a antiga Bruxaria Italiana, que foi resgatada no fim do século 19 e se popularizou nos anos 80, que adora a deusa Diana e seu irmão Dianus/Lúcifer (numa dualidade semelhante à Wicca).

Outra religião neopagã relacionada é a Tradição Feri, uma versão da Bruxaria tradicional, que diferente da Wicca ou da Stregheria, foca-se mais na experiência sensual, ligada principalmente ao misticismo sexual que, acreditam, faz parte do culto à natureza, à beleza e à criatividade.

Como vocês podem ver a bruxaria, por mais antiga que seja, ainda é um assunto bastante atual, que sobrevive graças à reinvenção de diversos de seus cultos, além é claro do uso nas diversas mídias. Independente do que você acredita, é seguro dizer que a bruxaria não vai desaparecer tão cedo do imaginário popular, nem será desacreditada tão facilmente como a Igreja pensou que pudesse fazer séculos atrás. Se isso é bom ou ruim (ou completamente irrelevante), só o tempo dirá.


Curiosidades:
- Stregheria é uma palavra que vem do italiano Stregoneria que significa, simplesmente, bruxaria;
- Você vai notar que muitos dos símbolos da Wicca são, para religiões como o Cristianismo, associados a ícones demoníacos; não é por acaso, uma vez que no passado estes símbolos pagãos precisavam ser associados ao mal para “forçar” as pessoas ao cristianismo (que se expandia na época da caça ás bruxas);
- Vale o comentário de que o Lúcifer que é adorado pela Stregheria é o deus benevolente do sol e da lua, e não a figura maligna retratada no cristianismo;
- Existe ainda uma teoria chamada Hipótese do Culto Bruxo que descreve uma hipotética religião pagã pré-cristã da Europa, que sobreviveu até pelo menos o início da era moderna. A teoria de sua existência foi postulada por alguns estudiosos do século XIX e XX com base na teoria de que a bruxaria europeia perseguida durante a caça às bruxas foi parte de uma conspiração satânica para subverter o Cristianismo, e a maioria dos fatos e provas para a teoria foram elaborados através de estudos das contas dos perseguidores na caça às bruxas no início da Europa moderna. No entanto, estudiosos sérios têm desacreditado essa teoria e é consenso geral de que este culto de fato nunca existiu.


Na próxima Madrugada:
Ele é um monstro, vive num pântano e é um personagem clássico dos quadrinhos. Mas não é exatamente quem você está pensando. Na próxima madrugada, conheça um pouco mais sobre O Homem-Coisa.

Nome do Autor

Rafael Rodrigues

Filósofo, redator publicitário, promotor da ciência, roteirista de quadrinhos, professor de informática e pseudoblogueiro. Um homem que gosta de coisas simples, como Quadrinhos, Cinema e Ciência. Sabe, coisas normais.

Leia Mais sobre Rafael Rodrigues...
Related Posts with Thumbnails
blog comments powered by Disqus